sábado, 17 de setembro de 2011

O vermelho de meu choro destaca o verde de meus olhos.

Eu ainda não acredito, que eu quase pude fazer isso. Se estivesse em seu lugar, nunca me perdoaria. Eu sou uma pessoa tão ruim, que não penso nos outros e piso em quem acho conveniente. ME DESCULPA. Eu já disse que eu te amo? Eu não tô me importando o suficiente, né? Droga, eu sinto muito. Não há maneiras de expressar a dor que eu tô sentindo agora, se você pudesse ver, se você estivesse aqui, veria a agonia em meus olhos.
Eu realmente espero que amanhã você não lembre disso, que me perdoe e que continue do meu lado como tem sido desde que você chegou. Você me ajudou tanto, sem nem saber disso… e eu estou caindo em um precipício inimaginável.
A fraca sou eu, é quem não quer ser amada, sou a burra, a estúpida. Me regenero a cada erro, é de erros que vivo.
Eu sinto muito por ter te magoado, eu sinto muito, muito, muito.
Eu não queria ser eu agora, pra lidar comigo mesma, gritando coisas absurdas sobre o que aconteceu, mandando-me para pensamentos absortos.
Eu realmente sinto muito.


My heart is just too dark to care
I can't destroy what isn't there

Abominável, insolúvel, desgraçada, inoportuna, revirável, Julia Siqueira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por reservar uns minutinhos para ler meu blog. Fico agradecida! =) E obrigada por comentar!!
Ass: Julia Siqueira