domingo, 11 de setembro de 2011

Com a palavra humor não se deve mecher.

Feliz aniversário, pestinha.
Fico aqui me perguntando, se você um dia vai me perdoar por ter escondido isso e por fazer você procurar até encontrar. Não quero te fazer mal, só quero que você saiba correr atrás de seus objetivos. Mas por favor, que tenhas cautela. Seu avô aqui passou a vida inteira sendo pretencioso e a única coisa que ganhou foi uma tremenda dor nas costas.
Não te iludas gatinha, a maioria das pessoas não dão a mínima para o que você está sentindo.
Me pergunto também, no quê você vai se tornar. Criativa, é óbvio. Mas se você vai continuar crescendo e se parecendo tanto comigo... isso não é algo bom, você é tão linda, tão cheia de vida, não se torne um velho chato feito eu. Sim, um velho. Melína, você já é velha desde nova, por isso acho que você vai se tornar uma nova desde velha, você é dessas de fazer tudo ao contrário, assim como eu também.
Quando eu te perguntei o que você queria de aniversário, você me respondeu: "Um anel do humor.", não uma Barbie, uma bicicleta ou um cachorrinho. Um anel do humor. Comprei teu anel, pestinha. Mas acho que ele é um pouco grande pra caber no teu dedo, então, não o perca e cresça pra poder usá-lo.
Feliz aniversário, eu amo você do jeitinho que você é.
- Christopher C.



Julia Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por reservar uns minutinhos para ler meu blog. Fico agradecida! =) E obrigada por comentar!!
Ass: Julia Siqueira