sábado, 4 de junho de 2011

Nem sempre o sorriso que trago...

*Leia o post escutando a música que coloquei no final.*
... é a vida que levo.
Vim falar de uma pessoa que pouco agrada os outros e muitas vezes é julgada por ser do jeito que é. Muitas vezes as pessoas pensam que ela tem dupla personalidade, não sabe o que diz e age de maneira estranha, mas ninguém nunca parou pra pensar no quanto ela pode estar sofrendo, ou o quanto ela pode estar escondendo. O que você tem como felicidade? Sorrisos, olhares felizes? Você olha pra dentro? Não né? É muito fácil pra você julgar, ignorar e mentir pra mim. Mas fica sabendo aqui e agora, que em mim existem quinhentos rostos diferentes e que cada um deles representa sim o que eu tô sentindo. Eu sei enganar as pessoas muito bem, eu consigo o que eu quero na hora que eu quizer e sei que isso as vezes me prejudica. Eu gosto de pessoas que realmente eu não deveria gostar, eu considero muito mais o teu coração do que o meu. Eu vivo a minha realidade. Eu nunca mais vou dizer a ninguém o que ela tem de fazer, a partir de agora é você por si mesmo, de mim, você não vai conseguir ajuda. E eu espero realmente que você faça as escolhas certas, porque eu não vou mais esperar você se dar mal pra no final dizer "eu te avisei". Eu, milhares de vezes sinto coisas que não deveria sentir. Eu me escondo, eu crio personagens. Eu nunca digo "eu te amo" se não for completamente sincero e nunca escuto um "eu te amo" se esse também não for. Se você está chateado com algo que eu fiz, fale somente comigo, não com outra pessoa. Você tá vendo todas essas fotos? Elas representam tudo que um dia eu fui, e eu espero que você tenha a consciência que metade dela é você, que metade dela foi embora. Um dos piores defeitos do ser humano na minha opinião, é meter gente que não é chamada em assuntos que não os interessam, você se engana pensando que podem te ajudar, ou que querem te ajudar. Mas no final o que eles só querem é pro bem deles mesmos. E você? Você que se foda. Eu sei ser muitas coisas, não vou começar a mentir aqui. Sei ser falsa, sei ser verdadeira, sei ajudar as pessoas e também sei prejudicar... Mas eu sou campeã em uma outra coisa, eu sou campeã em ME machucar, em ME prejudicar. Eu, sozinha, consigo fazer mais mal a mim do que à qualquer outra pessoa. Eu sou minha pior inimiga e mesmo assim eu não fujo de mim. Eu odeio rótulos, eu odeio frases feitas e eu odeio injustiça. Eu não quero nada de ninguém. Eu não quero me iludir, eu não quero ser algo que não sou. Eu juro que tudo o que eu faço é pro bem de todo mundo, eu juro que eu tento ser mais do que eu posso. Mas as vezes o nosso melhor não é bom o suficiente, o que a gente tenta fazer, não agrada. O melhor é deixar assim e esperar que alguém enxergue, ou partir pra outra...
Blog fechado por tempo indeterminado
Julia Siqueira!

Um comentário:

Obrigada por reservar uns minutinhos para ler meu blog. Fico agradecida! =) E obrigada por comentar!!
Ass: Julia Siqueira