sábado, 19 de março de 2011

Não. Eu não vou te amar.

Não assumi propostas de um amor eterno à você, enquanto você mesma não ligava pra isso. As coisas mudam, tudo muda. Você era diferente a um ano atrás, não era impertinente, não era tão decifrável, você era única. Você mudou tudo e eu mudei com você. Desde que você conheceu aquele estranho, desleixado, você deixou de me amar. Você nunca mais foi a mesma. Não quero mais sofrer por você.
(Era engraçado como ele falava que sofria por mim. Como se ele sofresse mesmo. Alguém de fora acreditaria veemente nele.)
E muitas vezes, eu deixei de ser quem eu era, pra enganar a mim mesmo. Pra tentar deixar você feliz. Pra tentar ser quem você queria que eu fosse. O homem perfeito pra você.
(Eu já vi que me enganei aí Gabriel, nem homem você é.)
Mas agora você não me liga mais, não corre mais atrás de mim, e simplesmente aceitou a amizade da minha noiva, como se você gostasse dela. Você acha que assim vai conseguir me afastar dela, Melína? Mas não vai! Porque agora tudo o que eu faço é por ela e tudo o que eu quero é ficar com ela, e você não tem mais nada a ver com a minha vida. Eu quero voce longe de mim e longe dela. Você nunca vai conseguir nos separar!
(Calma aí, ele chamou o Miguel de estranho?)
E agora, mesmo você querendo ou não eu vou entrar naquela igreja e dizer o sim que todos tanto temem. E acabar logo com essa palhaçada. E você que se foda, Melína. Porque por muito tempo você me julgou, e tentou ter o que nunca podia ter, agora você vai ficar sem nada.
(Como ele teve a coragem de chamar o Miguel de estranho?)
E não Melína, eu não vou te amar mais.
(Migueeeeeeeeeeeeeeeeeeeel, o Gabriel te chamou de estraaaaaanho...)



É impressionante a vida né? As vezes, te falam coisas fáceis de engulir e você não as engole, porque sabe que com essas mínimas palavras, vai ter uma indigestão. Mas quando vem uma montanha atrás de você, capaz de te sufocar, uma, duas, três vezes. Você simplesmente não liga e só presta atenção no que realmente importa. Você insultou a pessoa mais perfeita do mundo. (Melína passou por aqui. Risos.)

Julia S. A estranha;

Um comentário:

  1. "Migueeeeeeeeeeeeeeeeeeeel, o Gabriel te chamou de estraaaaaanho..."
    O negócio todo tem um tom muito sério, mas não posso negar que me acabei de rir aqui.

    ResponderExcluir

Obrigada por reservar uns minutinhos para ler meu blog. Fico agradecida! =) E obrigada por comentar!!
Ass: Julia Siqueira